Serviços de Saúde decretam aberta a época da caça ao mosquito

O organismo liderado por Lei Chin Ion vai intensificar as medidas de combate à propagação dos mosquitos, com o propósito de reduzir o risco da propagação de doenças como a febre de dengue ou o vírus Zika. As medidas estão direccionadas em particular para 122 locais onde a incidência dos mosquitos é maior.

A Direcção dos Serviços de Saúde anunciou esta quarta-feira que vai intensificar as medidas de prevenção e as acções de eliminação de mosquitos, para reduzir o risco de propagação de doenças como a febre de dengue ou vírus Zika.

As medidas de prevenção vão ser aplicadas “em 122 locais com maiores incidências de queixas de higiene”, de acordo com uma nota de imprensa publicada pelo Governo.

O organismo liderado por Lei Chin Ion recorda que, até ao momento, foram registados “três casos importados de febre de dengue. As queixas registadas sobre a proliferação de mosquitos, este ano, são maiores do que no período homólogo do ano passado, adianta ainda a Direcção dos Serviços de Saúde.

Por estas razões, os Serviços de Saúde decidiram implementar medidas de prevenção da proliferação de mosquitos. As autoridades indicaram ainda terem aumentado a frequência com que são conduzidas as inspecções e a desinfestação química em locais que consideraram ser de elevado risco, como pontos de veda de flores, templos, hotéis e postos fronteiriços.

Por fim, a Direcção dos Serviços de Saúde pediu aos residentes do território que tomem medidas de prevenção, como a eliminação de águas estagnadas nas zonas situadas nas imediações de habitações e do local do trabalho, para que a possibilidade de proliferação de mosquitos seja menor. Em 2017, foram registados em Macau pelo menos 16 casos de febre de dengue.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.