Investimento externo das empresas chinesas subiu 34,9 por cento até Abril

O financiamento teve como alvo quase dois milhares e meio de empresas em 144 países e territórios. Grande parte do investimento foi canalizado para o sector dos serviços, da extracção mineira e da indústria manufactureira, de acordo com o Ministério do Comércio de Pequim.

O investimento não financeiro das empresas chinesas no estrangeiro foi de 35.580 milhões de dólares até Abril, mais 34,9 por cento do que no mesmo período de 2017, anunciou esta sexta-feira o Ministério chinês de Comércio.

O investimento não financeiro teve como alvo um total de 2.459 empresas estrangeiras em 144 países e regiões de todo o mundo durante os quatro primeiros meses do ano.

O investimento não financeiro directo (ODI, em inglês) da China nos países que integram a inciativa “Uma Faixa, Uma Rota” aumentou 17,3 por cento em termos homólogos até Abril, tendo atingido os 4.670 milhões de dólares.

No que diz respeito aos sectores alvo, o investimento destinou-se principalmente ao sector dos serviços, da extracção mineira, da indústria manufactureira, do software e das tecnologias da informação.

Neste período não se registraram novos projectos de investimento no sector imobiliário, desporto ou entretenimento, precisou o Ministério do Comércio do Governo Central.

Perante uma tendência “irracional” na saída de capital para o exterior, as autoridades chinesas estabeleceram normas mais rigorosas para que suas empresas realizem investimentos no estrangeiro “com mais prudência”.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.