Itália. Número de mortes relacionados com a Covid-19 poderá ser ainda maior

É provável que o número de mortes pelo novo coronavírus na Itália seja consideravelmente maior do que o relatado, disse o Gabinete de Estatísticas italiano – o ISTAT – na quarta-feira. O organismo dá conta de milhares de fatalidades que não foram atribuídas oficialmente à Covid-19.

No seu segundo relatório sobre o impacto da epidemia na taxa de mortalidade italiana, o ISTAT disse que, de Fevereiro ao final de Novembro, houve quase 84 mil mortes adicionais em comparação com a média dos cinco anos anteriores.

Destas “mortes excedentes”, 57.647 – ou 69 por cento – foram registadas oficialmente pelo Ministério da Saúde e pela unidade de Protecção Civil como sendo atribuídas ao novo coronavírus.

A Itália continuou a registar centenas de mortes diárias de Covid-19 desde que o estudo foi concluído, e a contagem oficial actualizada chegou a 73.604 nesta quarta-feira, a maior da Europa e a quinta maior do mundo.

O relatório do ISTAT, elaborado com o Instituto Nacional de Saúde, disse que não é possível concluir que a mortalidade excedente seja toda resultante da Covid-19 por causa de questões metodológicas e dificuldades para determinar a causa precisa da morte.

Mas o relatório sustentou que a tendência temporal das mortes excedentes acompanhou de perto a trajetória da pandemia.

A pandemia aumentou de forma considerável nas regiões do Norte de Itália durante a Primavera, seguida por uma redução no Verão, quando as taxas de mortalidade gerais voltaram ao normal. O número de casos voltou a aumentar a partir de Outubro na chamada segunda vaga de infecções pelo novo coronavírus.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.