Covid-19. Hong Kong endurece multas para travar pandemia

As autoridades da Região Administrativa Especial de Hong Kong anunciaram esta quarta-feira o endurecimento das multas para quem não cumprir as medidas de combate à pandemia de Covid-19. A notícia é avançada pela imprensa da antiga colónia britânica, que se depara com um aumento exponencial de casos e anunciou restrições mais rígidas.

Desde 17 de Novembro foram anunciados mais de um milhar de novos casos. A esmagadora maioria são casos de contágio local, o que deverá levar o Governo a aumentar as penas se não forem cumpridas exigências como o distanciamento social, noticiou o jornal South China Morning Post.As multas podem atingir os dez mil dólares de Hong Kong, segundo o jornal em língua inglesa.

O Governo liderado por Carrie Lam já limitou a maioria de ajuntamentos para apenas duas pessoas e ordenou testes obrigatórios aos trabalhadores em lares de idosos e em instalações para pessoas com deficiência.

Na terça-feira, a Região Administrativa Especial contabilizou 82 casos, 72 dos quais de transmissão local. Desde o início da pandemia, as autoridades da antiga colónia britânica registaram 6.396 infecções e 109 mortes.

As autoridades prevêem excepções para algumas reuniões, incluindo um limite de 20 pessoas para casamentos e encontros de accionistas. As actividades religiosas e as viagens de grupo não são abrangidas.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.