Covid-19. Índia reabre salas de cinema, oito meses depois

As salas de cinema de algumas regiões da Índia abriram pela primeira vez ao fim de oito meses esta quinta-feira, mas, como não há previsão de grandes lançamentos de Bollywood tão cedo, os proprietários das salas têm interrogações sobre o regresso do público.

Todos os quase 10 mil cinemas indianos fecharam portas depois de o país ter imposto um lockdown rigoroso em Março, quando a pandemia de Covid-19 começou.

Como o primeiro-ministro, Narendra Modi, está a acelerar o relaxamento gradual das medidas, alguns Estados permitiram que os cinemas reabrissem, mas com 50 por cento da capacidade e com restrições severas em vigor.

Funcionários das salas de cinema que já abriram portas receberam com flores os primeiros e relativamente poucos espectadores, que usavam máscaras: “É uma sensação boa. Estávamos todos entediados em casa, e é bom vir aqui”, disse Ramesh Gupta, que foi ver um filme em Prayagraj, cidade do norte indiano.

Bollywood não deve lançar nenhuma nova produção nos cinemas por ora, apesar da temporada de festivais estar iminente, quando a venda de ingressos costuma chegar ao auge e as plateias lotam as salas de exibição: “É uma situação do tipo quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha?”, disse Shibasish Sarkar, presidente-executivo da Reliance Entertainment, que tem dois filmes de grande apelo comercial à espera para serem lançados.

“Não saberemos se as plateias virão, a menos que lancemos um filme, mas a grande dúvida é se estas plateias são suficientes”.

Neste momento, os cinemas estão a exibir títulos antigos, incluindo uma cinebiografia de Modi lançada depois da sua vitória eleitoral retumbante no ano passado.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.