Filipinas planeiam testar vacina russa a partir de Outubro

As Filipinas planeiam iniciar testes clínicos de uma vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela Rússia em Outubro e o presidente Rodrigo Duterte deve ser inoculado em Maio do ano que vem, disse o porta-voz presidencial esta quinta-feira.

O porta-voz, Harry Roque, fez o anúncio um dia depois de cientistas filipinos se terem encontrado com representantes o laboratório russo responsável pela vacina, o instituto de pesquisas Gamaleya, para debater os resultados dos testes estes e recolher informações sobre o processo de inoculação.

Na terça-feira, a Rússia tornou-se o primeiro país do mundo a conceder aprovação regulatória a uma vacina contra a Covid-19, que foi  baptizada de Sputnik V em homenagem ao lançamento do primeiro satélite alguma vez colocado no espaço, um feito da antiga União Soviética.

Mas a decisão de conceder tal chancela antes da conclusão dos testes causou preocupação em alguns especialistas, que temem que a nação possa estar a colocar o prestígio nacional acima da segurança.

A subsecretária de Saúde das Filipinas, Maria Rosario Vergeire, disse à Reuters que todos os testes clínicos terão que passar pelo processo regulatório.

Os testes clínicos de estágio avançado das Filipinas devem durar de Outubro deste ano a Março de 2021, já que uma comissão de especialistas em vacinas vai terminar a sua análise dos testes das Fases 1 e 2 da Rússia em Setembro, disse Harry Roque numa conferência de imprensa.

Duterte está determinado a obter acesso a uma vacina e em Julho pediu à China que faça das Filipinas uma prioridade se conseguir desenvolver uma resposta imunológica eficaz.

Duterte prometeu que as Filipinas, que sofreram a sua maior contracção econômica em quase três décadas, estariam “de regresso ao normal” até Dezembro, apesar de o país estar a relatar números recorde de infecções diárias de coronavírus desde Julho.

O novo coronavírus já infectou mais de 143 mil pessoas e matou 2.404 no país. O confinamento rígido readoptado recentemente dentro e nos arredores da capital Manila dificilmente será prolongado depois de 18 de Agosto, disse o porta-voz presidencial.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.