China: Pagamentos com carteiras digitais superaram os doze biliões de dólares

Na China, os pagamentos através de carteiras digitais são tão frequentes que até os mendigos de Pequim já se renderam aos novos métodos de pagamento.

Em apenas um ano, o número de transacções feitas através de carteiras digitais na República Popular da China quase triplicou. O recurso ao novo método de pagamento tornou-se tão frequente que até os mendigos de Pequim já aderiram às novas tecnologias com o propósito de recolher donativos.

Os pagamentos feitos através das chamadas carteiras digitais na China atingiram os 12,77 biliões de dólares entre Janeiro e Outubro de 2017, ilustrando o rápido processo de extinção do dinheiro vivo na segunda maior economia do planeta.

O montante gasto em pagamentos móveis, nos primeiros dez meses de 2017, superou o conjunto de 2016, ano em que fixou em “apenas” 5,5 biliões de dólares, de acordo com o ministério da Indústria e Tecnologia de Informação.

Para pagar a luz e água, a conta no restaurante ou as compras do supermercadoé possível, no Continente, recorrer apenas a carteiras digitais.

Em Pequim, até os mendigos aderiram já à inovação tecnológica e têm consigo um código QR impresso para transferência directa de doações para as respectivas contas, através de aplicativos como o Wechat ou Alipay.

Lançado em Janeiro de 2011, pelo gigante chinês da Internet Tencent, o Wechat tem actualmente quase mil milhões de utilizadores, de acordo com dados da empresa, e funciona simultaneamente como serviço de mensagens instantâneas e como carteira digital.

O Alipay, outra importante carteira digital na China, pertence ao gigante chinês de comércio eletrónico Alibaba, liderada pelo magnata Jack Ma.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.