Agência Europeia do Medicamento autoriza reforça da produção de vacinas

Fotografia: Krzysztof Hepner/Unsplash

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) aprovou na sexta-feira o aumento do tamanho do lote das vacinas da Pfizer fabricadas no complexo de Puurs, na Bélgica, e recomentou autorizar uma nova linha para encher os frascos na fábrica de vacinas da Moderna no laboratório Rovi, situado em Espanha.

O comité de medicamentos para uso humano (CHMP) salientou em comunicado que “adoptou duas recomendações importantes para aumentar a capacidade de fabrico e fornecimento de vacinas de c«Covid-19 na União Europeia (UE)” desenvolvidas pela Pfizer/BioNTech e pela Moderna Pharmaceuticals, ambas com a tecnologia de RNA mensageiro.

Com esta decisão, a EMA aprovou o aumento do tamanho dos lotes e a ampliação do processo associado na fábrica de produção de vacinas da Pfizer em Puurs, na Bélgica, o que se espera que tenha “um impacto significativo” no fornecimento deste fármaco a diferentes países da União Europeia:  “Foi aprovado o pedido para aumentar o tamanho do lote do produto acabado fabricado na fábrica de Puurs. A decisão da EMA reafirma que as instalações da Puurs são capazes de produzir vacinas de alta qualidade de forma consistente e permite à Pfizer/BioNTech expandir o processo de produção nesta fábrica”, acrescentou a agência.

Além disso, numa segunda decisão, o CHMP recomendou a aprovação de uma nova linha de enchimento na fábrica de produtos acabados da Moderna nas instalações da empresa farmacêutica Rovi em Espanha, que será “sincronizada” com o processo de expansão das novas linhas de produção de substâncias activas nas instalações da farmacêutica Lonza na Suíça, que foi aprovada no final de Março.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.