Páscoa. Indonésia reforça segurança nas Igrejas

Os cristãos indonésios celebraram esta Sexta-feira Santa, por entre fortes medidas de segurança, após um atentado a bomba na catedral de Makassar no domingo passado.

Agentes fortemente armados e militares guardam as igrejas durante as celebrações da Páscoa no país de maioria muçulmana, onde apenas 10 pro cento da população professa a religião cristã.

A Indonésia já foi palco de vários ataques islamitas, o último – no domingo, 28 de Março -, quando dois membros de um grupo jihadista pró-Estado Islâmico se explodiram na catedral de Makassar, na ilha de Sulawesi deixou 20 feridos.

“O entusiasmo dos paroquianos continua alto, apesar do ataque em Makassar”, disse à AFP Philip Situmorang, porta-voz da Comunhão de Igrejas da Indonésia. “A polícia coordenou-se […] para garantir a segurança das igrejas”, acrescentou.

O porta-voz da polícia nacional, Rusdi Hartono, disse na quinta-feira que a polícia de todo o país recebeu ordens para se preparar para qualquer possível ataque a igrejas durante a Páscoa.

Outro ataque foi registado na quarta-feira, quando uma mulher de 25 anos invadiu um complexo policial no centro de Jacarta e abriu fogo contra agentes, que acabaram por matar a atiradora.

A polícia descreveu-a como um “lobo solitário”, simpatizante do grupo Estado Islâmico.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.