Covid-19. Presidente argentino testa positivo um mês depois de ter sido vacinado

Fotografia: wuestenigel/Creative Commons

O presidente argentino Alberto Fernández anunciou sexta-feira à meia-noite que testou positivo para a Covid-19 num teste de antígeno que fez após apresentar sintomas compatíveis com a doença e mais de um mês depois de ter recebido a segunda dose da vacina.

“No final de hoje (sexta-feira), depois de apresentar febre de 37,3 graus e uma leve dor de cabeça, fiz um teste de antígeno que deu positivo”, informou Fernández através da sua conta no Twitter, esclarecendo que aguarda o resultado de um PCR para confirmar a doença.

O presidente, que completou 62 anos na sexta-feira, foi isolado de forma preventiva e esclareceu que está “bem fisicamente”: “Embora eu tivesse gostado de terminar o meu aniversário sem essa notícia, também estou de bom humor”, assegurou.

O presidente argentino completou o cronograma de duas doses da vacina Sputnik V, do laboratório russo Gamaleya, a primeira recebida no dia 21 de Janeiro e a segunda no dia 11 de Fevereiro, disseram à AFP fontes presidenciais: “Embora estejamos a aguardar a confirmação pelo teste de PCR, já estou isolado, a cumprir o protocolo em vigor e a seguir as orientações do meu médico pessoal”, acrescentou o presidente.

O teste de antígeno é uma detecção rápida por swab nasal ou da garganta, mas é menos sensível que o teste molecular ou de PCR: “Entrei em contacto com as pessoas com quem me encontrei nas últimas 48 horas para avaliar se elas constituem um contacto próximo para que possam isolá-las”, disse Fernández.

A Argentina enfrenta uma segunda onda de coronavírus com uma escalada de infecções.

Segundo dados oficiais, o país sul-americano, de 44 milhões de habitantes, soma mais de 2,3 milhões de infecções e 56.023 mortes por Covid-19.

O presidente pediu à população extrema cautela perante a doença: “Peço a todos que se preservem seguindo as recomendações. É evidente que a pandemia não passou e devemos continuar a resguardar-nos”, recomendou.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.