Covid-19. Portugal reforça controlos nas fronteiras terrestres

Fotografia: Tevik Tefer/Creative Commons

O Governo português endureceu desta esta quinta-feira os controlos nas fronteiras terrestes com o propósito de obrigar viajantes procedentes do Reino Unido, do Brasil, da África do Sul e de países com uma incidência superior a 500 casos por 100.000 habitantes, como a França e Itália, a submeterem-se a quarentena.

A medida é aplicada a partir desta quinta-feira, dia em que entra em vigor um novo período de 15 dias de estado de emergência. A iniciativa deverá permanecer em vigor por um período de  pelo menos quinze dias, até 15 de Abril.

A fronteira terrestre com Espanha está fechada desde finais de Janeiro e a entrada é permitida apenas a trabalhadores transfronteiriços e de transporte de mercadorias, assim como a entrada em Portugal de nacionais ou estrangeiros que tenham residência no país. Estes cidadãos não tinham até agora de se submeter a quaisquer medidas de controlo sanitário, mas a partir desta quinta-feira serão obrigados a fazer quarentena se vierem de países considerados de alto risco.

Para atravessarem a fronteira terão de preencher um formulário com os seus dados, incluindo a morada onde vão passar o período de quarentena.

A medida aplica-se também aos viajantes que chegarem desde o mesmo grupo de países por via aérea.

O tráfego aéreo com o Reino Unido e o Brasil continua suspenso, enquanto que para países com mais de 150 casos por 100.000 habitantes só são permitidas “viagens essenciais”. Na prática, os únicos dois países da União Europeia para e de onde são autorizadas viagens não essenciais são a Espanha e Irlanda.

Todos os passageiros que chegam aos aeroportos de Portugal devem apresentar, independentemente da sua origem, um teste PCR negativo à Covid-19.

A fronteira terrestre com Espanha ficará fechada pelo menos durante a Páscoa, embora o Governo português tenha admitido que poderá reabrir após o período de férias, uma medida que ainda não foi oficialmente confirmada.

Portugal, com 16.848 mortos e 821.722 casos desde o início da pandemia, está em pleno processo de desconfinamento, e o Governo reúne-se esta quinta-feira para decidir se pode passar à segunda fase a partir da próxima segunda-feira.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.