Morreu o restaurador italiano que “ressuscitou” o esplendor da Capela Sistina

Fotografia: Calvin Craig/Unsplash

O italiano Gianluigi Colalucci, restaurador que liderou na década de 1980 o projecto de restauração e limpeza dos frescos da Capela Sistina, realizados por Michelangelo, morreu, em Roma, aos 92 anos. A informação foi esta segunda-feira avançada pelos Museus do Vaticano.

Colalucci, responsável pela chamada “restauração do século”, que revelou as cores brilhantes e originais da obra-prima renascentista, dirigiu pessoalmente a limpeza da Capela Sistina, iniciada em 1980 e concluída em 1994, após intensos anos de trabalho.

O mestre restaurador entrou para a história da restauração ao decidir retirar a secular camada de sujidade resultante do fumo das velas de sebo, cera e fuligem que arderam durante quase meio milénio na capela, o que mudou a percepção da obra de Michelangelo. Assim, foi descoberta uma série de nuances e cores que estavam ocultas por causa de outras restaurações e actos de censura.

Colalucci também mudou a história da arte no que diz respeito à figura de Michelangelo, tanto que se dizia que “todos os livros sobre Michelangelo deveriam ser reescrito”.

Fotografia: O antigo presidente norte-americano, Donald Trump, durante uma visita à Capela Sistina. History in HD/Unsplash

A restauração completa foi financiada também pela televisão japonesa, a Nippon Television, que contribuiu com 4,2 milhões de dólares, em troca dos direitos de gravar o trabalho, algo inédito na época para o Vaticano.

O anúncio da morte de Colalucci foi feito pelos Museus do Vaticano no Instagram: “Morreu esta noite o mestre Gianluigi Colalucci. Foi ele que liderou o trabalho de restauração dos frescos de Michelangelo na Capela Sistina, considerada por muitos a restauração do século. As cores actuais da abóbada e o Juízo Final de Michelangelo, que agora podem ser admirados em todo o seu esplendor, devem-se à sua coragem e talento”, afirma a publicação.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.