Pfizer vai vender mais quatro milhões de vacinas à União Europeia este mês

Fotografia: Markus Spiske/Unsplash

A Comissão Europeia (CE) anunciou na quarta-feira um acordo com o consórcio farmacêutico Pfizer-BioNTech para o fornecimento de quatro milhões de vacinas adicionais antes do final do Março. O memorando tem com objectivo enfrentar o aumento das infecções em várias regiões europeias.

Numa nota de imprensa, a Comissão Europeia assinalou que serão colocadas quatro milhões de doses à disposição dos Estados membros para que os governos as possam adquirir em proporção com a sua população.

Esta entrega adicional de vacinas, que será distribuída antes do final deste mês, “é o resultado da expansão das capacidades de fabrico na Europa, que foi concluída em meados de Fevereiro”, explicou o Executivo do bloco comunitário.

A empresa alemã BioNTech e a sua parceira americana Pfizer acordaram com a Comissão Europeia (CE), em meados de Fevereiro, o fornecimento de 200 milhões de doses adicionais da sua vacina contra a Covid-19 – com uma opção para 100 milhões adicionais – num contrato que complementa o já fechado em 2021 para receber 300 milhões de doses ao longo de 2021.

Com isto, ao longo deste ano, a União Europeia deve receber da BioNTech e da Pfizer 500 milhões de doses, que podem aumentar para 600 milhões caso a opção adicional seja utilizada.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que a entrega adicional de quatro milhões de vacinas nas próximas duas semanas “vai ajudar os Estados membros nos seus esforços para manter a propagação de novas variantes sob controlo”: “Através da sua utilização específica onde são mais necessárias, em particular nas regiões fronteiriças, estas doses também ajudarão a assegurar ou restaurar a livre circulação de bens e pessoas. São essenciais para o funcionamento dos sistemas de saúde e do mercado único”, acrescentou.

Embora se registe uma redução gradual no número de mortes por Covid-19 na Europa, Bruxelas está a acompanhar de perto a propagação das novas variantes em regiões como o Tirol austríaco, Nice (França), Bolzano (Itália) e partes da Baviera e Saxónia (Alemanha), onde tem havido um aumento de infecções e hospitalizações.

“A vacina da BioNTech-Pfizer demonstrou ser altamente eficaz contra todas as variantes actualmente conhecidas do vírus responsável pela Covid-19”, recordou a Comissão Europeia.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.