Banco suíço UBS julgado por fraude fiscal

O banco suíço UBS, um dos maiores do país, vai começar a ser julgado na segunda-feira, em Paris, por fraude fiscal. O processo tem início quase dois anos depois de entidade bancária ter sido condenada ao pagamento de  uma multa recorde de 3,7 mil milhões de euros por um crime similar.

O início do julgamento estava agendado para Junho de 2020, mais foi adiado devido à pandemia de Covid-19.

De acordo com a Agência France Presse (AFP), o UBS é suspeito de ter, entre 2004 e 2012, enviado ilegalmente vendedores a França para convencer clientes a abrir contas não declaradas na Suíça.

De acordo com o Ministério Público, a instituição financeira terá elaborado uma contabilidade manual paralela para ocultar esses movimentos. A 20 de Fevereiro de 2019, a instituição financeira foi condenada a pagar 3,7 mil milhões de euros por evasão fiscal, decisão que defendeu não ter “nenhuma evidência concreta”.

A filial francesa UBS França foi condenada, na mesma altura, a uma multa de 15 milhões de euros.

O tribunal de Paris obrigou ainda o banco, a sua filial e três antigos quadros ao pagamento de indemnizações ao Estado no valor de 800 mil euros.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.