Portugal. Turismo cai para níveis de 1993

Portugal registou menos 60 por cento de turistas e dormidas durante 2020, os piores dados desde 1993, de acordo com um relatório publicado esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O INE assinala que durante 2020 foram apenas registados 10,5 milhões de turistas e 26 milhões de dormidas, o que representa descidas anuais de 61,2 por cento e 63 por cento, respectivamente.

O mercado internacional diminuiu bastante durante 2020, com apenas 12,3 milhões de dormidas, uma descida de 74,9 por cento em comparação com 2019, com uma ruptura da tendência ascendente deste sector, que cresceu 3,8 por cento em 2019.

Por sua parte, o alojamento nacional contribuiu com 13,6 milhões de dormidas, uma diminuição de 35,3 por cento.

Durante o mês de Dezembro, o alojamento turístico de Portugal registou uma descida anual de 70,7 por cento em hóspedes (462.500) e uma descida de dormidas de 72,3 por cento (972.700), dados que reflectem uma leve recuperação em comparação com Novembro, quando as descidas foram de 76,8 por cento em hóspedes e de 76,9 por cento em dormidas.

A região menos afectada pelas descidas de dormidas durante o mês de Dezembro foi o Alentejo, com uma queda anual de 45,1 por cento.

As restantes regiões registaram descidas superiores a 60 por cento em Dezembro.

O Alentejo foi também uma das zonas menos afectadas no conjunto de 2020, com uma descida anual de 37 por cento quanto a dormidas, enquanto Lisboa (-71,5 por cento) e Açores (-71,1 por cento) foram as regiões mais prejudicadas pela ausência de turistas.

Por país de origem, as maiores caídas foram as de turistas procedentes da Irlanda, Estados Unidos e China.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.