Portugal. Governo investiga funcionários da Segurança Social vacinados antes do tempo

O Ministério do Trabalho de Portugal abriu uma investigação para comprovar se 126 funcionários da Segurança Social do distrito de Setúbal terão recebido a vacina depois de terem sido incluídos numa lista de trabalhadores de lares.

Segundo confirmou o Ministério do Trabalho à agência Efe, a ministra Ana Mendes Godinho não teve conhecimento desta situação, pelo que, perante as suspeitas, “foi aberta uma investigação interna urgente no Instituto da Segurança Social”.

Esta investigação acontece no meio da polémica causada em Portugal com a inclusão de políticos e titulares de altos cargos na próxima fase do plano de vacinação, que terá início em Fevereiro, dando prioridade a este grupo frente a outros que reivindicam a vacina devido à sua exposição à doença, tais como os professores.

Titulares de órgãos de soberania, Provedora da Justiça, membros do Conselho de Estado, magistratura do Ministério Público, membros dos órgãos próprios das regiões autónomas e autarcas são alguns dos beneficiários.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.