França vai exigir teste negativo para entrar no país

França vai impor a partir da próxima segunda-feira a apresentação de um teste PCR negativo realizado nas 72 horas anteriores a todos os viajantes europeus que queiram entrar no país de avião, anunciou na quinta-feira o presidente, Emmanuel Macron, num anúncio feito a partir de Bruxelas.

A medida já era aplicada a todos os outros viajantes não europeus, aos quais também se exigia a realização de uma quarentena de sete dias, e é agora estendida a todos os da União Europeia. Com o teste negativo, não terão que se isolar: “Esta é a abordagem que o presidente decidiu adoptar, como muitos outros líderes europeus”, disseram fontes da presidência, que indicaram que as viagens essenciais ficarão isentas de uma tal obrigatoriedade.

A França junta-se assim a países como Espanha e Holanda, que exigem que qualquer viajante que chega de avião apresente um diagnóstico negativo feito nos três dias anteriores.

Na cimeira virtual dos líderes da União Europeia, Macron pediu que a União Europeia continue a trabalhar para aumentar a oferta e a capacidade de produção de vacinas em território comunitário.

Quanto ao chamado “certificado de vacinação”, o presidente francês pediu “prudência” devido à falta de dados sobre contágios de pessoas vacinadas, por causa da pouca disseminação de doses entre a população em geral e em função de aspectos técnicos da vacinação que ainda precisam de ser resolvidos, como os prazos de entrega das vacinas.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.