Lisboa despede-se de Carlos do Carmo

Portugal despede-se esta segunda-feira de Carlos do Carmo, lenda do fado que faleceu na passada sexta-feira, pelo qual vive hoje um dia de luto nacional, que coincide com as cerimónias fúnebres do artista em Lisboa.

Os restos mortais de Carlos do Carmo, que faleceu aos 81 anos depois de um aneurisma, foram velados desde o começo da manhã na Basílica da Estrela, onde foi realizada esta tarde uma missa que contará com a presença de personalidades da política e cultura, tais como o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, amigo pessoal do desaparecido fadista.

A cerimónia de despedida de Carlos do Carmo, considerado a voz masculina do fado e intérprete de temas imortais como “Lisboa, menina e moça” e “Os putos”, vai estar aberta “a todos que queiram prestar uma última homenagem ao fadista”, com as “devidas regras de segurança sanitária”, segundo a editora do artista, Universal Music. O funeral estará reservado no cemitério à família e amigos mais próximos.

Carlos do Carmo, um dos gigantes da cultura portuguesa, faleceu a 1 de Janeiro aos 81 anos num hospital de Lisboa, deixando o país emocionado “num dia que devia ser de esperança”, segundo disse o presidente de Portugal.

Filho de uma das maiores “intérpretes do fado”, Lucília do Carmo, Carlos do Carmo começou a sua carreira em 1963, quando lançou um single chamado “Loucura”.

Ao longo de mais meio século conseguiu transformar a tradicional canção portuguesa com referências à Bossa Nova e ao estilo de alguns dos seus intérpretes favoritos, como Frank Sinatra ou Jacques Brel, cantando em muitos casos interpretações de letras de escritores portugueses, como Vasco Graça Moura, Manuel Alegre, José Saramago ou António Lobo Antunes.

Uma forma de entender o fado que o levou a actuar em palcos prestigiosos como o Olympia de Paris, o Alter Oper de Frankfurt ou o Royal Albert Hall de Londres.

Chegou também a Nova Iorque, onde recebeu uma das suas alcunhas favoritas: “O Sinatra do Fado”.Ao longo da sua carreira também recebeu vários prémios, entre os quais o Grammy Latino pelos seus 50 anos de carreira em 2014.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.