França. “Rave” clandestina encerrada ao fim de quase dois dias

A festa clandestina de Ano Novo que reuniu cerca de 2,5 mil pessoas na região da Bretanha, em França, terminou na madrugada deste sábado com centenas de multas para participantes e organizadores. As autoridades locais indicaram que se tratou de uma ‘rave’, iniciada na noite de quinta-feira, num armazém industrial na localidade de Leuron, a 45 quilómetros da cidade de Rennes.

A festa acabou sem a intervenção directa das forças de segurança. No entanto, agentes da polícia realizaram uma operação à saída do público que permaneceu até este sábado dentro das instalações.

O ministro da Administração Interna francês, Gérald Darmanin, revelou este sábado no Twitter que foram aplicadas mais de 1,2 mil multas entre os participantes da ‘rave’ e que foram abertos procedimentos contra os organizadores.

As autoridades locais já se tinham manifestado sobre o evento na noite de sexta-feira, garantindo que todos os presentes seriam multados por desrespeito às normas de prevenção ao contágio do coronavírus. Além disso, houve sanções impostas pelo recurso a substâncias estupefacientes.

Também foram registadas agressões contra vários agentes, que tentaram intervir para que a festa de Ano Novo fosse encerrada.

O presidente do Conselho Departamental do departamento der Ile-et-Vilaine, Jean Luc Chenu, em entrevista à emissora “France Info”, garantiu que “há uma responsabilidade incontestável, que é a dos organizadores”, que deverão responder perante a justiça.O Ministério Público local já abriu uma investigação sobre o caso, devido ao descumprimento das normas impostas pela pandemia da covid-19, como o recolher obrigatório em vigor desde 15 de Dezembro, que vai das 20h até às 6h e que foi no sábado antecipado para as 18 horas em 15 departamentos do norte e do noroeste do país.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.