Iemen. Ataque a Aeroporto de Adén deixa 22 mortos

Pelo menos 22 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas num ataque dirigido contra o aeroporto de Áden na quarta-feira, momentos depois de um avião que transportava o  recém-formado governo de união apoiado pela Arábia Saudita ter aterrado.

O primeiro-ministro Maeen Abdulmalik disse que todos os membros do novo governo estavam “bem”. Mas o ataque sublinhou as dificuldades enfrentadas por um governo com o qual a Arábia Saudita pretende unir dois de seus aliados na guerra contra o movimento Houthi, alinhado com o Irão.

Horas depois do ataque, uma segunda explosão foi ouvida em torno do palácio presidencial Maasheq, de Áden, para onde membros do governo, incluindo Maeen e o embaixador saudita no Iémen, Mohammad Said al-Jaber, foram transportados, disseram residentes da cidade e a imprensa local.

No ataque ao Aeroporto, fortes explosões e tiros foram ouvidos logo após a chegada do avião vindo de Riad, de acordo com testemunhas. Uma fonte de segurança local disse que três projécteis de morteiro caíram no saguão do aeroporto.

O governo divulgou o número de mortos no Twitter, citando o ministro do Interior, e disse que 50 pessoas ficaram feridas. O ataque não foi reivindicado de imediato.

A coligação liderada pelos sauditas disse que derrubou um drone houthi carregado de explosivos que tinha como alvo o palácio presidencial.

O novo governo une o governo do presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi com os separatistas do sul, visando cumprir o objectivo saudita de encerrar um braço de ferro entre os aliados de Riad.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.