Arqueólogos recriam piso do Templo por onde Jesus caminhou

Quando Jesus caminhou pelo antigo templo judaico de Jerusalém, os seus pés deslizaram por pedras lavradas, azulejos em tom de terra com padrões  geométricos e frios, manchados e desgastados pelo toque de milhares de fieis.

Esse é, pelo menos, o entendimento de arqueólogos e pedreiros israelitas que, valendo-se de relíquias e textos históricos, recriaram o piso sagrado do Segundo Templo.

“Nós até fizemos os riscos e todos os tipos de marcas para recriar a mesma aparência da época”, disse o arqueólogo Assaf Avraham à agência Reuters perto da réplica, com um metro quadrado que foi exibida aos jornalistas junto do Monte das Oliveiras, com vista para Cidade Velha de Jerusalém e para vários locais sagrados.

De acordo com o Novo Testamento, Jesus foi ao templo quando era criaça para peregrinar e estudar e, regressou mais velho como pregador, quando protagonizou o episódio de expulsão dos vendilhões. O Evangelho de São João descreve-o “a caminhar pelo templo depois de ter entrado pelo pórtico de Salomão”.

O Segundo Templo foi projectado pelo rei Herodes, assim como outras grandes estruturas na Judeia da era romana.

Josephus Flavius, um historiador judeu do período, escreveu que os pátios do templo eram “assentados com pedras de todos os tipos”, outra indicação dava conta de que os azulejos eram de várias cores e texturas.

Recriar o piso foi “um trabalho muito duro” que levou sete meses, disse Avi Tavisal, responsável pela equipa de artesãos responsável pelo projecto: “Mas foi muito interessante e fizemos com todo nosso coração”, afirmou ele. “Esperamos que seja algo que as pessoas possam vir ver, tocar e sentir, tal como era há dois mil anos”.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.