Presépio futurista rende críticas ao Vaticano

A Praça de São Pedro, no Vaticano, acolheu alguns presépios pouco ortodoxos ao longo dos anos, mas o desta temporada parece que veio do espaço sideral. Porém, foram poucos os que gostaram da abordagem modernista ao nascimento de Cristo.

O presépio futurista composto por estátuas de cerâmica – que inclui um astronauta e um personagem que faz lembrar o personagem “Darth Vader”, da saga Guerra das Estrelas – recebeu tantas críticas más que, se fosse um espectáculo da Broadway, provavelmente teria sido cancelado na noite de estreia.

Alguns utilizadores das redes sociais- talvez para se manterem fieià disposição predominante em 2020 – consideraram o presépio perturbador. Outros foram ainda mais contundentes: “O que criarem eles no Vaticano em nome do Cristianismo”, tweetou A.A. Michelangelo. “Não há palavras para esta criação horrível. De certeza que veio do planeta Zog.”

Maria, José, os três reis magos e os pastores parecem figuras de xadrez cúbicas e os animais estão prostrados.

O Vaticano assinala o Natal com um presépio diferente todos os anos, geralmente doado por cidades ou  por artistas. A apresentação modernista e grandiosa deste ano, que apareceu em vários locais, foi feita por alunos e professores em Castelli, uma cidade italiana famosa pela cerâmica, entre 1965 e 1975.

“Com essa pandemia global e tudo o mais, o povo cristão, ou qualquer outra pessoa, esperava um sinal de renascimento”, disse Alfredo Chiarelli, de 65 anos, que vende artigos religiosos na praça há 30 anos. “Esta opção confundiu e entristeceu muitas pessoas”, afirmou à agência Reuters.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.