Fosun adquire cem milhões de vacinas ao consórcio Pfizer-BioNTech

O grupo chinês Fosun, um conglomerado que detém várias empresas em Portugal, anunciou esta quarta-feira que chego a acordo com a empresa de biotecnologia alemã BioNTech para a aquisição de 100 milhões de doses da vacina para a covid-19. O imunizante foi desenvolvido em parceria com a farmacêutica norte-americana Pfizer.

O anúncio foi feito numa nota enviada pelo grupo chinês à Bolsa de Valores da Região Administrativa Especial de Hong Kong. No texto, a Fosun explica que o negócio está ainda dependente da autorização de comercialização da vacina por parte das autoridades chinesas.

Numa primeira fase, o acordo prevê a venda de 50 milhões de doses, para as quais será feito um pagamento equivalente a 125 milhões de euros, até 30 de Dezembro. O restante montante será pago quando as autoridades chinesas derem luz verde para a venda da vacina no continente.

Ao abrigo do acordo, o conglomerado chinês deverá ficará com 65 por cento das receitas brutas anuais obtidas com a comercialização da vacina na  República Popular da China. A BioNTech garante os restantes 35 por cento.

A Fosun esclarece, no entanto, que “não há garantia” de que a vacina da BioNTech receba autorização das autoridades de Pequim para poder ser  comercializada na China. O Governo Central ainda não aprovou nenhuma vacina que não seja para uso de emergência e em casos muito específicos. São várias as empresas chinesas que possuem vacinas que se encontram, alegadamente, na última fase de testes.

No início deste mês, um representante do Governo chinês disse que Pequim vai aprovar a comercialização de 600 milhões de doses da vacina contra o coronavírus antes do final do ano, mas a confirmação oficial ainda não chegou.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.