Wan Kuok Koi na mira do Departamento do Tesouro norte-americano

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos da América impôs a 9 de Novembro sanções a Wan Kuok-koi, um notório líder do crime organizado chinês conhecido em Macau como “Dente Partido”. As autoridades norte-americanas alegam que o antigo líder da poderosa tríade 14K está a expandir as suas actividades criminosas por todo o Sudeste Asiático à boleia da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

De acordo com as autoridades de Washington, Wan construiu bases operacionais no Camboja, no Myanmar e em Palau desde que foi libertado, há oito anos, do Estabelecimento Prisional de Coloane. O Departamento do Tesouro diz que Wan é membro do Partido Comunista Chinês, integra a Conferência Consultiva Política do Povo Chinês e as ligações privilegiadas aos círculos de poder no Continente permitiram-lhe vincular as usas operações criminosas à iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, um plano plurianual que visa a construção de redes internacionais de infraestruturas subordinadas aos interesses de Pequim.

Em concreto, o Departamento do Tesouro aponta o dedo à Associação de História e Cultura Mundial de Hongmen, uma colectividade com sede no Camboja que se prefigura como uma fachada para actividades criminosas, nomeadamente no que diz respeito ao jogo ilegal, ao lançamento de vários projectos de criptomoedas ou a negócios na área do imobiliário. “Dente Partido” fundou ainda uma empresa de segurança focada em investimentos desenvolvidos ao abrigo da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

À boleia do projecto, que foi ao longo dos último anos uma das traves mestras da política externa chinesa, “ a 14K está a utilizar a Associação Mundial de História e Cultura de Hongmen como um preceito para ganhar legitimidade”, assume o Departamento do Tesouro

As autoridades norte-americanas imposeram sanções a Wan, ao grupo World Hongmen e ao grupo Dongmei, com sede em Hong Kong, que está a construir uma cidade – Saixigang – com dezenas de casinos no Myanmar. Wan, de 65 anos, passou 14 anos atrás das grades no território devido a uma série de assassinatos e atentados a bomba nos anos finais da administração portuguesa, antes de ser libertado em 2012.

As sanções foram decretadas no âmbito da celebrações do Dia Internacional Anticorrupção, ao abrigo do qual também foram impostas sanções ao senador liberiano Harry Varney Gboto-Nambi Sherman, por suposto suborno e apropriação indevida de capitais, e ao funcionário dos Serviços de Alfândega da República do Quirguistão, Raimbek Matraimov, por supostamente ter ajudado a lavar 700 milhões de dólares norte-americanos. As sanções procuram congelar os activos dos que foram nomeados sob jurisdição dos Estados Unidos da América e proibir os americanos e empresas vinculadas aos Estados Unidos de fazer negócios com eles, com o objetivo de impedir que se movimentem no sistema financeiro global.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.