“Limbo” vence Festival Internacional de Cinema de Macau

A produção britânica “Limbo”, realizada por Ben Sharrock, foi esta terça-feira agraciada com o galardão para o Melhor Filme no âmbito da quinta edição do Festival Internacional de Cinema de Macau, um certame que decorreu esta ano de forma totalmente digital, devido à pandemia de Covid-19.

“Limbo”, que estreou oficialmente nas salas de cinema britânicas a 12 de Setembro, é uma comédia dramática britânica sobre quatro requerentes de asilo que são transportados para uma ilha escocesa onde têm aulas de consciencialização cultural, enquanto aguardam pela aprovação do pedido formal do estatuto refugiado. Para além do prémio para o Melhor Filme, a película foi ainda distinguida com o galardão para o Melhor Argumento.

O filme “Spring Blossom” rendeu a Suzanne Lindon o prémio para a Melhor Realizadora e Lance Henriksen foi distinguido com o estatuto de melhor actor, pelo seu papel em “Falling”. Já o prémio para Melhor Actriz foi atribuído a Magdalena Kolesnik pelo seu desempenho em “Sweat”.“Under”, de Jiao Yue, venceu na categoria das curtas-metragens.

A quinta edição do Festival Internacional de Cinema de Macau decorreu de 3 a 8 de Dezembro, com os 31 filmes que integravam o cartaz a serem apresentados online em exclusivo para as Regiões Administrativas Especiais de Macau e de Hong Kong.

Ning Hao, produtor, realizador e argumentista da República Popular da China, foi este ano o presidente do júri. Do painel fizeram ainda parte Mattie Do (Laos), Nina Hoss (Alemanha), Eric Khoo (Singapura) e Albert Lee (Hong Kong).

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.