Macau. Vacinação será voluntária e gratuita

O Executivo liderado por Ho Iat Seng garantiu na segunda-feira que a vacina contra a Covid-19 vai ser administrada em Macau de forma voluntária. O imunizante será ainda administrado sem qualquer custo para a população.

“Não iremos tomar medidas compulsórias para que todos administrem a vacina”, garantiu a Direcção dos Serviços de Saúde, numa conferência de imprensa realizada ao final da tarde de segunda-feira. “Não vamos obrigar ninguém a tomar a vacina”, reforçaram as autoridades do antigo território administrado por Portugal.

Desde que as primeiras infecções foram diagnosticadas em Macau, as autoridades locais registaram apenas 46 casos de Covid-19. Nenhum novo caso foi detectado deste 26 de Junho, mas as autoridades estão a preparar-se para a eventualidade de novos casos poderem vir a ser diagnosticados e no domingo anunciaram que o hotel Grand Coloane, na baía de Hac Sa, vai voltar a ser reservado para o cumprimento de quarentena por parte de residentes de Macau oriundos do estrangeiro.

As autoridades da RAEM adquiriram vacinas de emergência, ainda não homologadas, que deverão ser entregues até ao final do ano para o pessoal da linha da frente, como médicos, enfermeiros, bombeiros e polícias. Para a restante população, estão previstas 1,4 milhões doses, adquiridas a vários fornecedores, que deverão ser distribuídas ao longo dos primeiros seis meses de 2021.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.