Bob Dylan vende direitos de todo o seu catálogo à Universal Music

Bob Dylan, lenda da música e prémio Nobel da Literatura, vendeu os direitos de todo o seu catálogo musical, que engloba mais de 60 anos, à Universal Music Publishing Group (UMPG), anunciou a empresa na segunda-feira.

“Representar a obra de um dos maiores compositores de todos os tempos, cuja importância cultural não se pode subestimar, é tanto um privilégio como uma responsabilidade”, indicou Jody Gerson, presidente da UMPG, sem dar detalhes sobre o acordo, que inclui mais de 600 canções do músico.

Contudo, a imprensa americana assinala que poderá estar avaliado em centenas de milhões de dólares.

Dylan, de 79 anos, é autor de composições clássicas da história da música contemporânea como “Blowin’ In The Wind,” “The Times They Are a-Changin’”, e “Like A Rolling Stone”, entre outras.

De acordo com a Universal, as canções de Bob Dylan foram gravadas mais de 6.000 vezes por artistas em dezenas de países, culturas e géneros musicais.

Em 2016 foi galardoado com o prémio Nobel da Literatura por “ter criado novas expressões poéticas dentro da grande tradição das canções dos Estados Unidos da América”.

Dylan começou na cena folk de Greenwich Village, em Nova Iorque, na década de 60, e desde então tornou-se num ícone cultural global, continuando a lançar álbuns e a actuar em palco.

Em Junho publicou o seu mais recente álbum de estúdio, “Rough and Rowdy Days”, que inclui “Must Murder Foul”, uma canção de 17 minutos sobre o assassinato do presidente americano John F. Kennedy.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.