Hong Kong. Exilado, Ted Hui enfrenta julgamento por ameaça à segurança nacional

Um antigo membro do Conselho Legislativo da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong, Ted Hui – uma figura importante na luta pró-democracia, que se encontra exilado na Dinamarca – enfrenta um julgamento por atacar a segurança nacional, anunciou a polícia da antiga colónia britânica no domingo, acrescentando que as suas contas bancárias foram congeladas.

Ted Hui, um veterano da oposição em Hong Kong, foi indiciado pelo envolvimento em protestos pró-democracia, pelos quais deixou Hong Kong na semana passada. Numa conferência de imprensa que convocou na Dinamarca, Hui anunciou a decisão de se exilar naquela país .

Hui, que esteve no Reino Unido na sexta-feira, informou que as suas contas bancárias, assim como as de vários membros da sua família, foram congeladas, pelo que acusou as autoridades de “usarem a opressão económica como forma de represália política”.

A polícia da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong confirmou na noite deste domingo que Hui está sob investigação “por cumplicidade com forças estrangeiras”, uma acusação aplicada de acordo com a nova lei de segurança nacional imposta em Junho por Pequim na vizinha Região Administrativa Especial.

Além disso, e de acordo com fonte policial, Hui é suspeito de fraude por alegadamente ter depositado fundos de uma campanha de angariação de donativos na conta de familiares.

Nas contas congeladas há cerca de 850 mil dólares de Hong Kong – qualquer coisa como 109 mil dólares), de acordo com um comunicado da polícia.

Hui explicou pouco depois que as contas bancárias dos seus familiares no Banco HSBC foram repentinamente desbloqueadas.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.