Ibrahimovic abre a porta a possível regresso à selecção

O avançado sueco Zlatan Ibrahimovic, de 39 anos, actualmente ao serviço do AC Milan, mostrou-se esta quarta-feira disposto a regressar à selecção do seu país, da qual se retirou há quatro anos, embora assinalou que o primeiro passo deve ser dado pelo seleccionador, Jan Andersson.

“Se me ligasse, responderia: dá-me tempo, tenho que pensar. Mas deve vir dele. Porque se acha que sou demasiado grande, não estou interessado. Se acha que posso contribuir com algo, ia pensar nisso”, disse numa entrevista ao jornal “Aftonbladet”.

Ibrahimovic, que lidera a lista de melhores marcadores em Itália com o AC Milan, foi galardoado na noite da terça-feira pela décima segunda vez com a “bola de ouro” de melhor jogador sueco do ano, prémio entregue pela Federação de Futebol sueca e pelo “Aftonbladet”.

O maior marcador da seleção sueca, com 62 golos em 116 jogos, retirou-se depois do Europeu de 2016, e desde então insinuou um par de vezes que poderia voltar, como antes do Mundial da Rússia, embora na altura o regresso tenha sido equacionado no âmbito de uma campanha publicitária.

“Ibra” tem uma relação complicada com o actual seleccionador, Jan Andersson, o qual criticou duramente há um ano por não ter incluído jogadores de origem estrangeira na sua primeira convocatória.

Quando Andersson deixou recentemente fora do onze o médio da Juventus Dejan Kulusevski, de origem macedónia, Ibrahimovic falou nas redes sociais de “vergonha” e de uma nova “prova” de que havia “pessoas incompetentes” que “asfixiavam” o futebol sueco.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.