Covid-19. BioNTech prevê produzir até 1300 milhões de doses da nova vacina

A companhia de biotecnologia alemã BioNTech informou na terça-feira, na apresentação do seu balanço anual, que planeia produzir em 2021 até 1.300 milhões de doses da sua vacina contra a Covid-19, que está a desenvolver conjuntamente com a empresa farmacêutica norte-americana Pfizer.

A BioNTech disse ainda que espera fornecer até 50 milhões de doses antes do final de 2020. A Pfizer e a BioNTech disseram na segunda-feira que a sua vacina contra a Covid-19 mostra uma eficácia superior a 90 por cento nos participantes sem qualquer prova anterior de contágio.

A BioNTech adquiriu recentemente à suíça Novartis os seus laboratórios de produção em Marburgo, no centro da Alemanha, de modo a aumentar a capacidade de produção da vacina BNT162 contra a Covid-19.

A solicitação de uma autorização para uso de emergência da sua vacina às autoridades norte-americanas, a Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, sigla em inglês), será feita quando estiverem reunidas certas condições de segurança, algo que preveem conseguir na terceira semana de Novembro.

A BioNTech e a Pfizer assinaram acordos de fornecimento para 2020 e 2021 de mais de 570 milhões de doses –  que incluem opções de compra de 600 milhões de doses adicionais – com os governos do Canadá, Japão, Reino Unido, Estados Unidos e União Europeia (UE).

Todos os acordos comerciais estão sujeitos ao sucesso clínico da vacina e à sua aprovação por parte das autoridades reguladoras.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.