Macau. Filipinas repatriam 200 TNR’s esta quinta-feira

A representação diplomática das Filipinas em Macau disse esta quarta-feira à agência Lusa que quase duas centenas de cidadãos filipinos vão ser repatriados num voo agendado para quinta-feira.

À agência noticiosa portuguesa, a Cônsul-Geral das Filipinas na RAEM explicou que o voo foi organizado para responder aos apelos dos cidadãos  filipinos radicados no território. A pandemia de Covid-19 afectou incontornavelmente a economia do território e levou ao despedimento ou à não renovação de contratos de milhares de trabalhadores não-residentes.

Os filipinos são a segunda principal nacionalidade em Macau entre os trabalhadores não residentes. Os mais de 31 mil filipinos que vivem em Macau estão autorizados a residir no território enquanto tiverem um contrato de trabalho válido.

 “São 197 os passageiros que vão estar a bordo neste avião, incluindo duas crianças”, indicou Lilybeth Deapera. “O voo foi organizado em resposta aos apelos de membros da comunidade filipina” e “a prioridade foi dada a mulheres grávidas, menores, idosos, pessoas com condições médicas e aqueles com problemas ligados à imigração”, acrescentou a Cônsul-Geral das Filipinas em Macau.

No período de um ano, até Setembro de 2020, Macau perdeu 11.773 trabalhadores não residentes. O impacto da pandemia levou a Cáritas Macau a distribuir comida e cheques pelos trabalhadores migrantes a partir de Maio.

A ajuda extraordinária é justificada pelo responsável da instituição, Paul Pun, com a vulnerabilidade económica sentida por milhares de trabalhadores estrangeiros radicados no território.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.