Dinamarca em confinamento parcial depois de descobrir nova estirpe em visons

Partes da Dinamarca vão enfrentar medidas mais rígidas de lockdown, agora que  as autoridades de saúde descobriram uma linhagem do novo coronavírus modificado em visons, que foi contraída por doze pessoas no norte do país.

O governo revelou que vai abater todos os visons para evitar o contágio humano com o coronavírus modificado. As autoridades temem que a nova estirpe possa ser mais resistente a futuras vacinas.

A decisão de abater até 17 milhões de animais, o que pode custar ao Estado mais de 800 milhões de dólares, levou alguns parlamentares a exigirem provas que a justifiquem.

“Estamos a pedir que essas provas sejam enviadas para que possamos avaliar a base técnica”, disse o porta-voz do Partido Liberal à emissora TV2 na quarta-feira.

A associação dinamarquesa de criadores de visons falou  num “dia sombrio para a Dinamarca” e disse que a decisão do governo equivale a um toque fúnebre para a indústria de couro não curtido do país.

“É claro, não devemos ser a causa de uma nova pandemia. Não conhecemos a base profissional para esta avaliação e risco… mas a decisão do governo é um desastre para a indústria e para a Dinamarca”, disse o presidente do organismo, Tage Pedersen.

Na sua exploração de criação de visons, Hans Henrik Jeppesen disse estar devastado com a decisão.”É uma situação muito, muito triste para mim e para a minha família”, disse à agência Reuters.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.