Washington aprova a venda de quatro drones armados a Taiwan

Os Estados Unidos da América aprovaram esta terça-feira a venda de quatro drones armados MQ-9 Reaper a Taiwan por 600 milhões de dólares, para reforçar a defesa da ilha numa altura de crescentes tensões com Pequim.

A aquisição permitirá que Taiwan “modernize as suas forças armadas e mantenha uma capacidade defensiva confiável”, disse o Departamento de Estado dos EUA  num comunicado.

É a terceira venda de armas para Taiwan aprovada pelo governo Trump num período de menos de três semanas. No conjunto das transacções Taiwan adquiriu armamento no valor de 4,8 mil milhões de dólares.

A venda de armas dos Estados Unidos da América a Taiwan é uma questão muito delicada para Pequim, que reivindica a anexação da ilha. O governo chinês prometeu “sanções” aos grupos americanos Boeing Defense, Lockheed Martin e Raytheon pelas vendas de armamento que foram anunciadas recentemente.

Washington rompeu relações com Taipé em 1979 para reconhecer Pequim. No entanto, no mesmo ano, os Estados Unidos da América aprovaram uma lei que estabelece que Washington deve ajudar Taiwan em caso de conflito. Desde então, os EUA têm vindo a fornecer armas a Taiwan.

Pequim ameaça recorrer à força caso Taipé proclame formalmente a independência ou receba ajuda estrangeira. Os Estados Unidos da América querem garantir à ilha um sistema de defesa confiável em caso de uma possível invasão chinesa.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.