Lendário Tupolev Tu-154 faz o seu último voo comercial

O lendário avião Tupolev Tu-154, o aparelho de bandeira da aviação civil soviética, realizou o seu último voo comercial esta quarta-feira, após uma carreira de quase 50 anos, anunciou a última companhia aérea que o administrava.

“Anunciamos com tristeza o fim da exploração do único Tu-154 que ainda fazia parte da aviação civil russa”, disse num comunicado a companhia Alrosa, propriedade da empresa de mineração com o mesmo nome.

O último voo comercial de um Tu-154 conectou Mirny, no Extremo Oriente, conhecida como a “capital dos diamantes”, com Novosibirsk, na Sibéria ocidental, com 140 passageiros a bordo, de acordo com a companhia aérea.

“Toda uma época da fabricação aeronáutica nacional aterra junto com este lendário avião”, acrescentou a Alrosa, que publicou na rede social VK um vídeo do último pouso do avião acompanhado da mensagem “Obrigado Tu-154”.

No entanto, o Tu-154, conhecidos pela sua cauda em T e pelos seus três jatos situados na parte traseira da fuselagem, vai continuar a ser explorado pelo Ministério da Defesa russo e pelo Ministério de Situações de Emergência.

Concebido na época soviética, o Tu-154 realizou seu primeiro voo em 1968 antes de entrar em serviço em 1972.

Durante muito tempo foi o avião da companhia nacional Aeroflot, que chegou a ter uma frota com mais de 1.000 aparelhos. O avião era, no entanto, muito caro em termos de consumo de combustível e foi gradualmente abandonado na década de 2000.

A sua produção, que já estava em câmara lenta desde meados da década de 1990, parou definitivamente em 2013.

Mas o Tupolev Tu-154 também é conhecido pelo seu elevado número de acidentes: 73 deles causaram uma perda permanente do avião e a morte de 2.911 pessoas, segundo a associação especializada em catástrofes aéreas, Aviation Safety Network (ASN).

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.