Festival da Lusofonia arranca hoje imerso em restrições

A edição de 2020 do Festival da Lusofonia arranca ao final da tarde desta sexta-feira, envolta em regras apertadas de segurança devido à pandemia do novo coronavírus. O certame, que este ano se realiza de forma independente face à Semana Cultural da China e dos Países Lusófonos, comporta medidas especiais no recinto e regras que tanto o público, como os artistas terão de cumprir.

De acordo com a emissora em língua portuguesa da Rádio Macau, quem actua tem duas opções: ou se submete a um teste de despistagem do novo coronavírus ou terá que actuar de máscara e manter uma distância mínima de dois metros e meio face aos outros artistas em palco. A Rádio Macau adiantava, na quinta-feira, que nem todos os artistas se terão submetido a um teste de ácido nucleico.

As mudanças não se ficam por aí. A Festa da Lusofonia atrai todos os anos mais de 20 mil pessoas, mas este ano o volume de visitantes terá que ficar aquém, com o Instituto Cultural a anunciar que apenas 1500 pessoas poderão estar concentradas em simultâneo na zona da Avenida da Praia.

O acesso ao recinto vai ser este ano feito em exclusivo por seis pontos de entrada e seis pontos de saída, sendo a que o período de espera para entrar no recinto pode chegar aos quinze minutos e só terá acesso à zona das Casa Museu da Taipa quem se sujeitar à medição da temperatura corporal e apresentar o código de Saúde.

Para minimizar o eventual risco de contaminação por Covid-19, o acesso ao anfiteatro estará também limitado a metade da lotação habitual, com o recinto a ser vedado com barreiras metálicas.

O público não terá que se submeter a um teste de despistagem da Covid-19, mas o uso de máscara é obrigatório em todo o recinto do Festival e a aglomeração de pessoas junto aos expositores das associações lusófonas é terminantemente proibida.
Além disso, “é proibido comer ou beber em frente às barraquinhas”. Nesta edição, estes espaços de comes e bebes são obrigados a encerrar uma hora após o fim dos espectáculos, escreve a Rádio Macau.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.