Ex-líder do Governo da Caxemira indiana libertada ao fim de 14 meses

As autoridades indianas libertaram na terça-feira Mehbooba Mufti, antiga chefe de Governo do estado de Jammu e Caxemira, no norte do país. A antiga governante encontrava-se detida há 14 meses, depois de ter protestado ao lado de milhares de pessoas quando Nova Deli revogou o estatuto autónomo desta região rebelde, reivindicada pelo Paquistão.

Mehbooba Mufti, de 61 anos, detida desde Agosto de 2019, foi libertada na terça-feira à noite.

A antiga governante foi detida após a revogação, em 5 de Agosto de 2019, do estatuto autónomo desta região de maioria muçulmana pelo governo indiano. Nova Deli enviou dezenas de milhares de paramilitares para reforçar a segurança e impôs medidas de emergência na região.

Mufti foi detida ao lado de outros três antigos chefes do Executivo de Jammu e Caxemira, assim como de dirigentes políticos, com base na lei de segurança pública, que permite às autoridades prender uma pessoa pelo prazo máximo de dois anos sem apresentar acusações ou sem um julgamento formal.

Os três outros antigos chefes de Governo foram liberados, mas muitos dos quase 8.000 detidos, incluindo líderes políticos, permanecem na prisão.

A detenção de Mufti foi revogada, sem explicação por parte das autoridades, na véspera de uma audiência programada sobre o seu caso no Supremo Tribunal indiano.

Mufti divulgou uma mensagem de áudio na qual pede a restauração dos direitos políticos e a assinatura de um acordo definitivo. “Teremos de continuar a lutar pela questão da Caxemira, pela qual milhares sacrificaram as suas vidas”, afirmou.

Mufti, líder do Partido Democrático do Povo (PDP), um partido regional que pede maior autonomia para o território, governou Jammu e Caxemira entre 2016 e 2018.

O governo indiano justificou a detenção ao alegar que estava a prevenir a erupção de violência, após a decisão de Agosto de 2019 de abolir o estauto especial de Jammu e Caxemira na Constituição.

O estado de Jammu e Caxemira foi rebaixado ao estatuto de território da União, sob o governo directo de Nova Deli, e foi dividido, com a separação de Ladakh, a sua parte oriental predominantemente budista.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.