Economia de Macau vai recuar 52,3 por cento, prevê FMI

O Fundo Monetário Internacional deu esta terça-feira a conhecer um prognóstico agravada em relação à evolução da economia de Macau. De acordo com as mais recentes Perspectivas Económicas Mundiais, a economia do território deve regredir 52,3 por cento face ao ano passado. Em Abril, o Fundo Monetário Internacional previa uma quebra de 26,9 por cento em 2020. 

A economia de Macau, que em 2019 encolheu 4,7 por cento, deve crescer substancialmente no próximo ano. Em 2021, os indicadores económicos apontam para um crescimento de 23,9 por cento, um valor que fica, ainda assim, aquém das estimativas avançadas em Abril e que davam conta de uma taxa de crescimento de 32 por cento.

O Fundo Monetário Internacional estima, ainda assim, que a taxa de desemprego se mantenha praticamente inalterada. O território deve encerrar o ano com uma taxa de desemprego da ordem dos 2,3 por cento e no ano que vêm de 2 por cento, indica a organização.

Quanto à inflação, deverá fixar-se nos 1,7 por cento em 2020 e 1,8 por cento no ano seguinte. De acordo com as autoridades locais, o Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre ‘encolheu’ 58,2 por cento, em comparação com o período homólogo de 2019, e a diminuição no segundo trimestre foi de 67,8 por cento, também em termos anuais.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.