BNU vai continuar a emitir dinheiro em Macau

A sucursal de Macau do Banco da China e o Banco Nacional Ultramarino vão continuar a exercer, durante os próximos dez anos, o estatuto de bancos emissores do território. O Governo assinou esta sexta-feira com ambas as entidades bancários novos contratos de agenciamento para emissão de notas bancárias com curso legal.

O contrato foi assinado, em representação do Governo, pelo Secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, e por Li Guang e Carlos Cid Álvares, respectivamente o Governador da Sucursal de Macau do Banco da China e o Vice-Presidente do Conselho de Administração do BNU.

Os memorandos hoje assinados pelo Executivo com as duas entidades bancárias entram em vigor este mês e vigoram até 15 de Outubro de 2030. Ao abrigo do acordo, e de acordo com um comunicado, “o Governo da RAEM mantém a atribuição da função de emissão de uma quota-parte igual aos dois bancos agentes, com obrigatoriedade de observar o previsto no decreto-lei que regula o sistema de emissão monetária, ou seja, de entregar o contravalor em divisas convertíveis das notas por si emitidas (reserva cambial) legalmente exigido”.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.