“Semana Dourada”. Número de visitantes aquém do desejado, confessa Angela Leong

O volume de turistas da República Popular da China que assomaram ao território durante o período da “semana dourada” de Outubro ficou aquém das expectativas dos responsáveis por uma das maiores concessionárias de jogo do território, a Sociedade de Jogos de Macau. As inquietações da operadora tiveram Angela Leong como porta-voz. A também deputada falou à imprensa à margem de um evento para celebrar o 71.º aniversário da fundação da República Popular da China.

 “Podemos ver que o fluxo de pessoas não é suficiente, tem de ser passo a passo. É pior do que esperávamos”, afirmou a directora executiva da SJM. O Governo Central voltou a autorizar a 23 de Setembro a emissão de vistos individuais e de grupo para visitantes com destino ao território.

O expediente estava suspenso desde o início da pandemia e o regresso dos turistas do Continente era aguardado com ansiedade pela indústria do jogo, que esperava que a “semana dourada” das celebrações do Dia Nacional da China pudesse ajudar a relançar a economia do território, ao fim de mais de meio ano de paralisação económica.

Nos seis primeiros dias da “Semana Dourada”, Macau recebeu um total de 120.165 visitantes, fasquia que esconde uma queda de 86,6 por cento face ao período homólogo de 2019. O período só perde para o Ano Novo Chinês  no que diz respeito ao volume do movimento interno de massas em território chinês.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.