Covid-19. Governo de Nova Iorque encerra escolas em bairros críticos

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou nesta segunda-feira o plano da cidade de Nova Iorque de encerrar estabelecimentos de ensino em nove “pontos críticos” da cidade afectados pela Covid-19. O número de casos de infecção pelo novo coronavírus continuam a crescer nos bairros do Brooklyn e do Queens.

Cuomo disse, no entanto que ainda vai decidir que empresas e serviços não-essenciais devem fechar portas novamente nas áreas mais atingidas. O encerramento tanto de escolas públicas como de estabelecimentos de ensino particulares nestas áreas vai ser colocado em prática já na terça-feira, afirmou Cuomo, que adiantou o plano anunciado pelo presidente da Câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio de fechar os estabelecimentos na quarta-feira.

Os nove bairros, especificados pelos seus códigos postais, registaram  uma taxa de positividade nos testes para o coronavírus acima de 3 por cento durante sete dias consecutivos. 

“Eu não permitir que qualquer família da cidade de Nova Iorque mande o seu filho para uma escola para a qual eu não mandaria os meus”, disse Cuomo aos jornalistas. 

O presidente da Câmara de Nova Iorque garantiu que o Estado se vai encarregar de que sejam cumpridas as regras de distanciamento social, um dever delegeado às autoridades locais, nos pontos críticos. 

Cuomo e de Blasio desentenderam-se por várias vezes sobre a resposta à propagação da Covid-19. Os dois não aparecem juntos em público há vários meses.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.