Sequela de “Borat” vai ser lançada na Amazon Prime

A plataforma de streaming Amazon Prime Video adquiriu a sequela da comédia de sucesso “Borat”, do artista britânico Sacha Baron Cohen, que deve ir para o  ar antes das eleições de 3 de Novembro nos EUA. A informação foi confirmada à AFP nesta terça-feira por uma fonte conhecedora do acordo.

Em 2006, a comédia –  politicamente incorrecta –  cujo título completo no original, em tradução livre, é “Borat – Lições Culturais na América para o Benefício da Gloriosa Nação do Cazaquistão”, causou comoção e arrecadou mais de 260 milhões de dólares. Foi ainda indicado para o Oscar na categoria de melhor argumento.

A longa metragem, que mistura sarcasmo e críticas contundentes à sociedade americana, Sacha Baron Cohen dá vida a Borat, um jornalista cazaque estúpido e retrógrado, mas grande admirador dos Estados Unidos da América, que tenta fazer um documentário sobre o país.

O humorista entrevista personagens muito reais, desde estudantes a cowboys e políticos, tentando expor os seus preconceitos e defeitos, fazendo-se passar por um estrangeiro rude e ignorante.

De acordo com o portal especializado Deadline, a sequência de “Borat” foi filmada este Verão com uma pequena equipa depois das restrições relacionadas com a pandemia do coronavírus nos EUA e em outros lugares terem sido relaxadas.

Depois de Borat, Sacha Baron Cohen especializou-se em parodiar pessoas anónimas ou famosas ao incorporar diferentes personagens, desde o suposto rapper Ali G até o apresentador homossexual austríaco Brüno.

Em 2018, Cohen adoptou esse conceito num programa que causou polémica, “Who is America?” (Quem são os Estados Unidos?), em que várias figuras políticas foram desmascaradas.

O programa levou à renúncia de um deputado pelo estado da Geórgia. Baron Cohen apresentou-se perante ele como um especialista israelita na luta contra o terrorismo, levando-o a proferir ofensas racistas e a despir-se para intimidar um sequestrador.

Sarah Palin, candidata malsucedida à vice-presidência dos EUA e alvo frequente dos meios de comunicação social, também foi vítima das suas armações e denunciou o humor “perverso” do comediante britânico.

Recentemente, Sacha Baron Cohen estrela ainda no filme “The Chicago Seven”, que a Netflix vai exibir a partir de Outubro.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.