Sri Lanka. Três detidos por tentar vender carne de leopardo

Três pessoas, entre elas uma mulher, foram detidas nesta sexta-feira (25) no Sri Lanka depois de terem armado uma armadilha e matado um leopardo, uma espécie em risco de extinção. Os três suspeitos agiram com o objetivo de vender a carne do animal, considerada eficaz contra a da asma, de acordo com uma crença popular.

“Mataram o animal e cortaram-lhe a cabeça depois de terem armado uma armadilha na quinta-feira”, explico o inspector-chefe Dushantha Kangara em declarações à imprensa local.

O trio foi detido pela polícia de Udubumbara, no centro do antigo Ceilão,  após uma busca domiciliária. De acordo com Kangara, os suspeitos deixaram a cabeça do leopardo na floresta e levaram o cadáver para vender a pele e carne.

Vários leopardos foram caçados na mesma região, cerca de 175 quilómetros a leste de Colombo. A polícia apreendeu 17 quilogramas de carne de leopardo que se encontrava na posse dos três suspeitos.

Uma crença popular afirma que a carne de leopardo pode curar a asma, explicou Kangara.

Os leopardos do Sri Lanka, estimados em menos de mil, estão na lista de animais em risco de extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

Ferir um leopardo é punível com cinco anos de prisão no país.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.