Itália com mais de mil novos casos do coronavírus num único dia

A Itália ultrapassou a barreira psicológica dos mil 1.000 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, para um total de 1.071, de acordo com dados oficiais divulgados no sábado(22), o que representa o pior número diário após as autoridades transalpinas terem declarado o fim do confinamento  em Maio.

De acordo com o balanço do Ministério da Saúde italiano, também ocorreram três óbitos, o que eleva o total de mortes para 35.430 no país; 258.136 pessoas tiveram diagnóstico positivo para a COVID-19 desde Fevereiro.

Um quinto dos novos casos foi detectado em Roma e na região metropolitana da capital italiana, onde 215 pessoas foram diagnosticadas como positivas, “um número recorde”, reconheceu Alessio D’Amato, responsável pelos serviços de saúde na região romana da Lácio.

Até ao momento, o maior número de infecções diárias que a capital italiana  registou remonta ao dia 28 de Março, no auge do confinamento, com 208 casos. Outras regiões nas quais o vírus circula activamente são a Lombardia, com 185 novos casos no sábado, e o Veneto, com 160: “Sessenta e um por cento (dos novos casos em Roma) estão relacionados com o regresso das férias”, explicou D’Amato, que especificou que 45 por cento dos infectados são residentes da capital que regressaram de férias da Sardenha.

O vírus afectou pouco a ilha na Primavera, mas agora circula activamente.

Depois de se tornar um dos países europeus mais afectados pelo vírus, com mais de 35.000 mortes, a Itália controlou a pandemia na Primavera com um confinamento estrito, mas nas últimas semanas os novos surtos multiplicaram-se, embora em menor extensão do que na Espanha e em França.

O governo italiano adoptou diversas medidas para conter a nova onda de infecções, como o encerramento de bares e discotecas desde 17 de Agosto e a obrigatoriedade do uso de máscaras nas ruas mais movimentadas das grandes cidades entre as 18h e as 6h.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.