Covid-19. Centenas de crianças infectadas em acampamento de Verão

Centenas de crianças contraíram o novo coronavírus num acampamento de verão no mês passado no estado da Geórgia, nos Estados Unidos, informaram as autoridades esta sexta-feira. Especialistas reiteram que os menores são susceptíveis de ser infectados e de ser vectores de transmissão.

O vírus infectou pelo menos 260 das 597 pessoas do grupo, informaram os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), segundo os quais provavelmente o nível de infecção pode ser ainda maior, pois só foi possível testar 58 por cento.

O acampamento ignorou as recomendações dos CDC de que todos os participantes deviam usar máscara e só estabeleceu que fossem obrigatórias para os funcionários.

Os organizadores da iniciativa cumpriram ainda assim com uma disposição legal que exigiu dos participantes a exibição de um um exame negativo de COVID-19, feito até doze dias antes da chegada ao local.

Outras precauções incluíram o distanciamento físico, higiene e desinfecção frequente de superfícies e manter as crianças em grupos pequenos, com pouco uso de espaços comuns.

O acampamento também teve sessões de orientação para os 138 participantes e os 120 funcionários, um grupo composto na sua maioria por menores de 21 anos.

Estiveram no  local 363 crianças e adolescentes com idades entre os 6 e os 19 anos. Os dormitórios acolhiam uma lotação máxima de 21 pessoas.

A 23 de Junho, um voluntário que trabalhava com as crianças deixou o acampamento depois de ter começado a sentir calafrios na noite anterior. O exame à COVID-19 a que se submeteu deu positivo.

Os administradores decidiram mandar para casa todas as crianças e no dia 27, todas as instalações foram encerradas.

De acordo com as investigações, 260 das 344 pessoas que foram testadas tiveram resultados positivos.

Deste grupo, 74 apresentaram sintomas leves, como febre, dores de cabeça e inchaço na garganta. Os demais revelaram-se assintomáticos: “Estas descobertas mostram que o Sars-CoV-2 se propaga de forma muito eficiente nos grupos de jovens que pernoitam num mesmo lugar, o que implica altas taxas de contágio” em todos os grupos etários”, escreveram os médicos que acompanharam o processo.

“Crianças de todas as idades são susceptíveis de serem infectadas pelo Sars-CoV-2 e, ao contrário do que diziam alguns estudos, podem ter um papel importante na transmissão”, acrescentaram.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.