França. Ministério Público reabre processo contra Depardieu por suspeita de violação

O Ministério Público de Paris pediu a um juiz que investigue as acusações de violação de que é alvo Gérard Depardieu e que o actor nega. Quem denuncia é uma actriz de cerca de vinte anos, que apresentou uma queixa com a constituição de uma parte civil para relançar o caso, que tinha sido abandonado pela justiça no início de 2019.

As denúncias com constituição de uma parte civil permitem abrir quase automaticamente um processo judicial e designar um juiz de investigação.

Agora o juiz deverá decidir se vai ou não abrir a investigação, o que costuma acontecer na grande maioria dos casos.

A denunciante “quer que a justiça e particularmente as autoridades judiciais (…) possam fazer o seu trabalho com serenidade e calma”, disse num comunicado a advogada de defesa Elodie Tuaillon-Hibon, lamentando que a investigação anterior tenha sido “inexplicavelmente arquivada”.

O advogado de Gérard Depardieu, Hervé Témime, não quis comentar o caso.

Em Junho de 2019 o Ministério Público, suspendeu ao fim de nove meses a investigação preliminar e explicou que “as diversas investigações realizadas” não permitiram “caracterizar as infraçcões denunciadas”.

De acordo com a actriz, os eventos ocorreram no palácio que Depardieu tem em Paris, nos dias 7 e 13 de Agosto de 2018.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.