FC Porto vence Sporting e conquista 29º título de campeão

Mesmo necessitando de apenas um ponto, o Futebol Clube do Porto não enjeitou a hipótese de celebrar com uma vitória a conquista do 29.º título de campeão português de futebol, ao vencer o Sporting Clube de Portugal por duas bolas az zero, na partida que encerrou a 32.ª jornada da I Liga portuguesa.

Depois do triunfo do Benfica na terça-feira frente ao Vitória de Guimarães, também por duas bolas a zero,  o líder do Campeonato não quis comprometer e

começou a construir o triunfo que lhe garantiu o 29º título aos 64 minutos, com Danilo a dar a melhor sequência a um canto, num lance que deixa clara a importância dos lances de bola parada na estratégia montada por  Sérgio Conceição.

O segundo golo azul e branco, apontado por Moussa Marega já em período de descontos, apenas confirmou o que já era expectável e ‘selou’ a quarta vitória dos ‘azuis e brancos’ no mesmo número de ‘clássicos’ disputados esta temporada na I Liga.

A duas jornadas do final e com seis pontos ainda em disputa, o FC Porto repôs os oito pontos de vantagem sobre o Benfica, num encontro que ditou a primeira derrota de Rúben Amorim no principal campeonato português, ao fim de 18 jogos. O jovem treinador venceu nove jogos pelo pelo Sporting de Braga e outros tantos pelo Sporting.

Apesar do desaire, os ‘leões’ mantiveram o terceiro lugar, com 59 pontos, agora com mais dois do que a formação bracarense. Pouco antes do pontapé de saída no jogo do Dragão, os minhotos tinham desperdiçado a possibilidade de se ‘colar’ aos ‘verdes e brancos’ e de garantir matematicamente o quarto posto, ao ceder um empate 1-1 na recepção ao Belenenses SAD, equipa que ainda não assegurou a permanência entre os ‘grandes’ na próxima época.

O golo de Ricardo Horta, em cima do intervalo, deu expressão ao domínio exercido pelos bracarenses, só que o colombiano Mateu Cassierra, lançado por Petit na segunda parte, repôs a igualdade a 10 minutos do fim, ‘oferecendo’ aos lisboetas um ponto que poderá vir a ser precioso.

Por seu lado, o Paços de Ferreira poderia ter garantido na quinta-feira a manutenção na I Liga, mas a igualdade 1-1 na visita ao Moreirense manteve os ‘castores’ cinco pontos acima do penúltimo, Vitória de Setúbal, a duas rondas do final.

O central Steven Vitória marcou o tento dos ‘cónegos’ na primeira parte, de grande penalidade, mas Marco Baixinho ‘respondeu’ aos 75 e repôs a igualdade para os visitantes, que na próxima jornada recebem o Portimonense, outra das equipas que continuam na luta pela ‘sobrevivência’.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.