EUA. Seis estados com subida recorde do número de casos de Covid-19

NEW ROCHELLE, NY - MARCH 18: Coronavirus crisis volunteer Rhiannon Navin greets local residents arriving to a food distribution center at the WestCop community center on March 18, 2020 in New Rochelle, New York. New Rochelle has been a hot spot for the COVID-19 pandemic in the U.S. (Photo by John Moore/Getty Images)

Seis Estados norte-americanos registaram aumentos recordes no número de novos casos de Covid-19 na sexta-feira. A Flórida registou um aumento acentuado de infecções pelo segundo dia seguido, enquanto a Walt Disney mantém os planos de reabrir  o seu parque temático em Orlando.

Os surtos na Geórgia, Louisiana, Montana, Ohio, Utah e Wisconsin colocaram os EUA em posição  de mais uma vez estabelecer um recorde diário de novos casos de coronavírus, com a Walt Disney World a tornar-se o mais recente ponto de um debate nacional sobre o acesso a espaços públicos.

A Walt Disney disse que os parques temáticos de Orlando abririam no sábado para um número limitado de convidados, submetendo todos os visitantes e funcionários a verificações de temperatura e uso de máscaras facial, além de cancelar desfiles, exibições de fogos de artifício e outros eventos coletivos.

A directora médica da Disney afirmou esta semana que acredita que o conjunto de mecanismos de salvaguarda desenvolvidos com especialistas em saúde pública permitem ao público visitar o parque com segurança.

Aproximadamente 19 mil pessoas, incluindo trabalhadores de parques temáticos, assinaram uma petição pedindo à Disney o adiamento da reabertura.

Outros parques temáticos foram reabertos em Orlando em Junho, incluindo o Universal Studios Orlando e o SeaWorld Entertainment.

A Flórida registou 11.433 novos casos de coronavírus na sexta-feira, informou o departamento de Saúde do Estado, um pouco abaixo do recorde estadual histórico.

Mais de 133 mil norte-americanos morreram devido à doença. No geral, os casos de coronavírus estão a aumentar em 44 Estados dos EUA, com base numa análise da agência Reuters dos casos nas últimas duas semanas, em comparação com as duas semanas anteriores.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.