Macau. Arraial de São João e dança folclórica na lista do património intangível

Mais de meia centena de tradições, usos e costumes locais passaram a fazer parte do “inventário do património cultural intangível” de Macau, anunciou em comunicado o Instituto Cultural. Entre as 55 manifestações eleitas estão várias com raízes culturais portuguesas.

Entre as tradições escolhidas pelo Instituto Cultural estão a Dança Folclórica Portuguesa, o Arraial de São João (este ano adiado devido à pandemia de Covid-19), a Procissão de Santo António ou ainda o fabrico e pintura de azulejos, promovida em Macau pela Casa de Portugal.

A inclusão das 55 manifestações culturais na lista do património cultural intangível de Macau tem como propósito “reforçar a salvaguarda do património cultural intangível de Macau e identificar as manifestações deste património que requerem conservação”, explica o Instituto Cultural, na nota de imprensa.

O Instituto Cultural sublinha ainda no comunicado que as novas manifestações culturais incluem “expressões artísticas e manifestações de carácter performativo; práticas sociais e religiosas, rituais e eventos festivos; e competências no âmbito das práticas e técnicas artesanais tradicionais”: “Todas as manifestações referidas cumprem os requisitos de inventariação nos termos da Lei de Salvaguarda do Património Cultural a nível das suas formas de expressão, estado de conservação e valor cultural, tendo o Instituto Cultural incluído as mesmas no inventário do património cultural intangível após consultar o Conselho do Património Cultural”, justificou.

Com a inclusão destas 55 tradições, usos e costumes, Macau tem agora 70 manifestações na lista do património cultural intangível.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.