Japão. Grupo Kirin vai investigar parceiro birmanês

O fabricante japonês de bebidas Kirin Holding Co. anunciou esta sexta-feira que solicitou uma investigação externa a dois empreendimentos a que o grupo se associou no Myanmar.


A Organização das Nações Unidas identificou, num relatório publicado recentemente, os proprietários da parceira local da Kirin – a Companhia Pública de Holdings Económicos do Myanmar (MEHL) – como pertencente ao Tatmadaw, as forças armadas da antiga Birmânia. Os militares foram acusados ​​de genocídio e de outros crimes de guerra contra a minoria muçulmana rohingya.
“Consideramos que a questão é uma questão de extrema urgência. O respeito pelos direitos humanos esta na base de todas as actividades comerciais do Kirin Group ”, disse a empresa, num comunicado enviado às agências noticiosas internacionais.

A Deloitte Tohmatsu Financial Advisory  vai ser responsável pela investigação à estrutura accionista da Myanmar Brewery Limited e da Mandalay Brewery Limited.
O grupo nipónico esclareceu, no entanto, que não está a planear sair do país e garantiu que vai continuar a explorar opções na antiga Birmânia.
A Kirin disse ainda que decidiu ordenar a investigação independente depois de o MEHL não ter fornecido as informações solicitadas pela empresa japonesa durante um processo interno iniciado em Fevereiro.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.