Astrónomos descobrem berçário de planetas na orla da Via Láctea

Astrónomos norte-americanos descobriram o que parece ser uma ala de maternidade planetária. Os investigadores descobriram pela primeira vez um planeta em processo de nascimento dentro de um enorme disco com gás denso e poeira ao redor de uma estrela recém-formada.

 O jovem corpo planetário, com uma dimensão considerável, está a formar-se em torno de uma estrela chamada AB Aurigae, com uma dimensão de cerca de 2,4 vezes a massa do sol. A estrela está localizada na Via Láctea, a 520 anos-luz da Terra, anunciaram os astrónomos responsáveis pela descoberta na quarta-feira.

Um ano-luz é a distância que a luz percorre num ano e equivale a 9,5 biliões de quilómetros.

Os cientistas recorreram ao Very Large Telescope, do Observatório Europeu do Sul, localizado no Chile, para localizar uma estrutura em espiral dentro do disco rodopiante que se movimenta em torno da AB Aurigae. O movimento, dizem, é gerado pela presença de um planeta. Os astrónomos detectaram um padrão de “torção” de gás e poeira na estrutura espiral, que marca o exacto local onde o planeta se está a aglutinar: “São necessários vários milhões de anos para que um planeta esteja na sua fase final e por isso não é possível definir o nascimento em termos temporais. No entanto, podemos dizer que provavelmente fomos capazes de observar um planeta em processo de formação”, disse o astrónomo Anthony Boccaletti, do Observatório de Paris, que liderou a pesquisa publicada na revista Astronomy & Astrophysics.

Mais de 4.000 planetas foram descobertos a orbitar estrelas além do nosso sistema solar. Os astrónomos querem agora aprender mais sobre a forma como os planetas nascem, à medida que o gás frio e a poeira se consolidam nesses discos ao redor de novas estrelas.

O planeta está localizado trinta vezes mais afastado da sua estrela do que a distância da Terra ao sol, disse Boccaletti. Parece ser um grande planeta gasoso e não rochoso como a Terra ou Marte, acrescentou o astrónomo.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.